Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE GOVERNO
Para DENÚNCIAS e ORIENTAÇÕES ligue para 151 e o horário de funcionamento é de segunda à sexta de 07:00 às 19:00.

EDUCAÇÃO
PARA O CONSUMO

Saiba o que determina o Código de Defesa do Consumidor e aprenda a usar os seus direitos.
ENTENDA MAIS

Veja como o PROCON orienta de maneira simples e clara o consumidor, antes de realizar as compras ou adquirir serviços.
VER DICAS

Conheça o Código de Defesa do Consumidor (Português, English, Español).
MAIS INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS

Procon Estadual autua quatro estabelecimentos que funcionam apenas como delivery no Rio

13.04.2015 - 17:56
DSC_0052edt_1428958568.38.jpg

O Procon Estadual realizou nesta segunda-feira (13/04) a primeira ação da Operação Boca Nervosa, que visa fiscalizar estabelecimentos que funcionam apenas como serviços de entregas de alimentos em domicílio: locais que o público não entra e não noção de como os produtos são armazenados, a higiene ou as condições em que os funcionários trabalham. A ação, que estava programada para acontecer nas Zonas Norte e Sul do Rio de Janeiro e em Niterói, vistoriouseis estabelecimentos na cidade do Rio e autuou quatro deles. Os demais estabelecimentos que estavam previstos na operação não estavam abertos no momento da fiscalização. Os fiscais descartaram cerca de 30 kg de alimentos impróprios ao consumo.

Na filial da rede Santa Massa localizada na Rua General Belford, no Rocha, foram descartados 10kg e 815g de alimentos impróprios ao consumo, entre massas, recheios, carnes e frios. Não foi apresentado aos fiscais no momento da vistoria os documentos de dedetização, potabilidade da água e o alvará de funcionamento. Os fiscais determinaram o prazo de 15 dias para apresentação dos documentos na sede da Autarquia. Caso o contrário, o estabelecimento será interditado. Outra filial da rede, que fica na Rua Conde de Bonfim, na Tijuca, também foi autuada. No local os fiscais encontraram 2kg e 130g de produtos vencidos e 2kg e 230g de produtos que não apresentavam o prazo de vencimento.

Em Copacabana, havia 3kg de arroz vencido e outros 12kg de alimentos sem especificação de validade no Let Sushi, localizado na Rua Siqueira Campos. O local também não apresentou o alvará de funcionamento, nem o certificado do corpo de bombeiros. O responsável deve levar os documentos ausentes em até cinco dias a sede do Procon Estadual sob pena de interdição.

Não foram encontradas irregularidades nos seguintes estabelecimentos: Congelados da Sônia (Rua São Luiz Gonzaga, 2063 – Benfica); Organomix (Rua Conde de Agrolongo, 93 – Penha).

Balanço da Operação Boca Nervosa:

1 - Japinha (Rua Real Grandeza, 312 – Botafogo): Produtos vencidos: 14 copos de Mate.

2 - Santa Massa (Rua General Belford, 267 – Rocha): Ausência do alvará de funcionamento. Ausência de certificado de dedetização. Ausência de certificado de potabilidade da água. Dado prazo de 15 dias pra apresentar a documentação. Produtos vencidos: 200g de presunto; 715g de carne moída; 5kg de patinho; 800g de carré; 1 prato de picadinho com banana da terra. Produtos sem informação: 2,5kg de fatias de frios diversos; 400g de recheio de ricota com passas; 700g de recheio de ricota com carne moída; 500g de capelleti.

3 - Santa Massa (Rua Conde de Bonfim, 690 – Tijuca): Produtos com o prazo de validade vencido, encontrados em freezer: 535g de canelone; 490g de canelone; 1,25kg de canelones; 200g molho branco; 515g de rondele; 390g sopa de abóbora. Produtos na geladeira sem especificação: 2kg e 250g de salgados variados.

4 - Let Sushi (Rua Siqueira Campos, 143, lj43 – Copacabana): Produtos sem especificação: 200 g hambúrguer; 4kg de arroz; 1kg de salsicha; 1kg de steak; 3 kg de feijão; 3kg de macarrão. Produtos vencidos: 3 kg de arroz. Lixeira encontrada na cozinha sem tampa. Ausência de Alvará de Funcionamento. Ausência de Certificado do corpo de bombeiros. Fica determinado o prazo de 5 dias para apresentação dos documentos sob pena de interdição.
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuio 2.0 Brasil