Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE GOVERNO
Para DENÚNCIAS e ORIENTAÇÕES ligue para 151 e o horário de funcionamento é de segunda à sexta de 07:00 às 19:00.

EDUCAÇÃO
PARA O CONSUMO

Saiba o que determina o Código de Defesa do Consumidor e aprenda a usar os seus direitos.
ENTENDA MAIS

Veja como o PROCON orienta de maneira simples e clara o consumidor, antes de realizar as compras ou adquirir serviços.
VER DICAS

Conheça o Código de Defesa do Consumidor (Português, English, Español).
MAIS INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS

Procon Estadual descarta 380kg de alimentos em supermercados da Zona Norte do Rio

12.07.2017 - 16:10
20170712_120323site_1499886613.52.jpg

O Procon Estadual realizou, nesta quarta-feira (12/07), uma nova etapa da Operação Secos e Molhados, que desta vez vistoriou supermercados de Rocha Miranda e Coelho Neto, bairros da Zona Norte do Rio de Janeiro. Todos os três estabelecimentos vistoriados foram autuados, e a fiscalização descartou 380kg e 240g de alimentos impróprios para o consumo.

Na filial dos Supermercados Premium, localizada na Avenida dos Italianos, 758, em Rocha Miranda, a fiscalização descartou 131kg de costela salgada e 102kg de linguiça calabresa, totalizando 233kg de alimentos expostos à venda, sem proteção.Essa irregularidade contraria o artigo 21 do Decreto Estadual 6538/83, que determina que os alimentos não podem ser expostos à venda sem estar devidamente protegido contra poeira, insetos e outros animais, bem como do contato direto e indireto do homem.Além disso, 35kg de paio também foram descartados, pois estavam fora do prazo de validade.

Em uma filial do Extra, localizada na Estrada do Barro Vermelho, 105, também em Rocha Miranda, os fiscais descartaram 74kg de salgados expostos à venda, sem proteção. Entre eles estavam: 24kg de pé de porco, 12kg de costela salgada, 10kg de linguiça fina, 7kg e 900g de rabo, 7kg e 500g de lombo salgado, 5kg e 600g de bacon, 5kg e 600g de carne seca e 1kg e 900g de linguiça calabresa. Mais 14kg de carne bovina fracionada, 5kg e 600g de bife borboleta e 1kg e 900g de rabada foram descartados por estarem sem especificação do prazo de validade. A fiscalização também descartou 10kg de carne previamente moída, o que também é proibido pelo Decreto Estadual 6538/83. O estabelecimento não apresentou à fiscalização o certificado do Corpo de Bombeiros e nem o de potabilidade da água do estabelecimento.

No Campeão, localizado na Avenida dos Italianos, 1.078, em Coelho Neto, 6kg e 240g de alcatra bovina, armazenada na câmara de carnes com embalagem aberta e sem especificação do prazo da validade, foram descartados. As lixeiras do açougue não tinham acionamento por pedal e o estabelecimento não apresentou aos fiscais o exemplar Livro de Reclamações para o registro de queixas dos consumidores.
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuio 2.0 Brasil