Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE GOVERNO
Para DENÚNCIAS e ORIENTAÇÕES ligue para 151 e o horário de funcionamento é de segunda à sexta de 07:00 às 19:00.

EDUCAÇÃO
PARA O CONSUMO

Saiba o que determina o Código de Defesa do Consumidor e aprenda a usar os seus direitos.
ENTENDA MAIS

Veja como o PROCON orienta de maneira simples e clara o consumidor, antes de realizar as compras ou adquirir serviços.
VER DICAS

Conheça o Código de Defesa do Consumidor (Português, English, Español).
MAIS INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS

Procon-RJ autua 20 lojas do Shopping da Gávea

03.10.2017 - 18:44
site_1507067070.92.jpg

O Procon Estadual realizou nesta terça-feira (03/10) a primeira ação da Operação Matungo, que tem como foco a fiscalização de estabelecimentos no bairro da Gávea. Desta vez os fiscais vistoriaram estabelecimentos do Shopping da Gávea.

Na maioria dos estabelecimentos autuados os problemas eram referentes a ausência de preços nos produtos ou de documentos. Foram onze estabelecimentos vistoriados que não aprestavam o preço nos produtos expostos na vitrine ou no seu interior. Em oito lojas não havia um exemplar do Livro de Reclamações ou ele não estava autenticado pelo Procon-RJ, como exige a Lei. Não foram aprestados aos fiscais o alvará de funcionamento de cinco estabelecimentos.

No Restaurante Origami os fiscais descartaram 1kg de Hot Filadélfia sem data de vencimento e 14kg e 500g de produtos vencidos entre massa para rolinho primavera (harumaki), camarão, rolinho primavera, lula, salmão e picadinho de carne, cream chease, e molho teriaki, além de 100ml de molho agridoce, também vencido. No estabelecimento não foram apresentados aos fiscais o livro de reclamações; os certificados do Corpo de Bombeiros, de dedetização e de potabilidade da água, além dos cartazes do Disque 180 (telefone para denúncia de violência contra mulher) e do queinforma a oferta de água potável gratuita para os clientes.

Não foram encontradas irregularidades nos seguintes estabelecimentos vistoriados: Mr Cat, World Tênis,Cores Novas, Panalu, Gatões do Shopping, Meia Taça, Dolce Mio, Opção, Bobo, L'occitane, BB Básico, Sollas, Originallis, Aviator, Oh Boy, Le Lis Blanc, Taco, Osklen, Monthal, Spicy,Verve, Street Casual, Hope, Catran, Salinas, Richards, Deleven.

O nome da operação é uma referência ao Hipódromo da Gávea, um dos destaques do bairro. Matungo é como é chamado o cavalo mau corredor no jargão do turfe.

Balanço da Operação Matungo (Shopping da Gávea):

1 – Restaurante Origami:14kg e 500g de produtos vencidos entre massa para rolinho primavera, camarão, lula, picadinho de carne, salmão, rolinho primavera, cream cheese e molho teriaki. Um litro e 100ml de molho agridoce vencido. 1kg de Hot Filadélfia sem data de vencimento. No estabelecimento não foram apresentados aos fiscais o livro de reclamações; os certificados do Corpo de Bombeiros, de dedetização e de potabilidade da água, além dos cartazes do Disque 180 (telefone para denúncia de violência contra mulher) e do queinforma a oferta de água potável gratuita para os clientes.

2 - La Pastaaciutta: Não foram apresentados os certificados do Corpo de Bombeiros e de dedetização, além do livro de reclamações e do alvará de funcionamento

3 – Claro: Não havia o preço nos produtos expostos no interior da loja. Também não foram apresentados o Livro de Reclamações e o Código de Defesa do Consumidor para consulta dos clientes. O estabelecimento não tinha o cartaz do Disque 151 (telefone do Procon-RJ para registro de denúncias e tirar dúvidas do consumidor).

4 - Bed Store Colchões: Não havia o preço nos produtos expostos no interior da loja. Também não foram apresentados o Livro de Reclamações e o alvará de funcionamento.

5 - Up Kids: Não foi apresentado o alvará do estabelecimento e o Livro de Reclamações não estava autenticado pelo Procon-RJ.

6 - Só Socks: Não havia o preço nos produtos expostos no interior da loja. O estabelecimento não tinha o cartaz do Disque 151 (telefone do Procon-RJ para registro de denúncias e tirar dúvidas do consumidor).

7 - Restaurante Chez Anne: Não foram apresentados aos fiscais os certificados do Corpo de Bombeiros e de dedetização.

8 - Sleep Time Colchões: Não havia o preço nos produtos expostos no interior da loja e o Livro de Reclamações não estava autenticado pelo Procon-RJ.

9 - Dam Baby Comércio: Não havia o preço nos produtos expostos no interior da loja e não foi apresentado o Livro de Reclamações.

10 – Avelã: Não foi apresentado o Livro de Reclamações.

11 - Físico & Forma: Não havia preço nos produtos expostos na vitrine ou no interior da loja.

12 - Maria Filó: Não havia o preço nos produtos expostos no interior da loja.

13 - Tutto Per La Casa: Não havia o preço nos produtos expostos no interior da loja.

14 - Memo Box: Não havia o preço nos produtos expostos na virtrine.

15 - Secrets de Famille: O Livro de Reclamações não estava autenticado pelo Procon-RJ.

16 – Farm: Não havia preço nos produtos expostos na vitrine ou no interior da loja

17 - Eduardo Guinle: Não foi apresentado o Livro de Reclamações.

18 - Track Field: Não foi apresentado o alvará de funcionamento.

19 – Tessera: Não foi apresentado o alvará de funcionamento.

20 – Langak: Não foi apresentado o Livro de Reclamações.
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuio 2.0 Brasil