Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE GOVERNO
Para DENÚNCIAS e ORIENTAÇÕES ligue para 151 e o horário de funcionamento é de segunda à sexta de 07:00 às 19:00.

EDUCAÇÃO
PARA O CONSUMO

Saiba o que determina o Código de Defesa do Consumidor e aprenda a usar os seus direitos.
ENTENDA MAIS

Veja como o PROCON orienta de maneira simples e clara o consumidor, antes de realizar as compras ou adquirir serviços.
VER DICAS

Conheça o Código de Defesa do Consumidor (Português, English, Español).
MAIS INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS

Procon Estadual autua 14 padarias na Zona Norte e na Zona Oeste

06.04.2018 - 17:25
20180406_122426edt2_1523046338.11.jpg

O Procon Estadual realizou nesta sexta-feira (06/04) a quinta etapa da Operação Pão na Chapa desta semana. A ação vistoriou 14 padarias nas Zonas Norte e Oeste do Rio. Foram descartados 67kg e 926g de produtos impróprios ao consumo. No total, a fiscalização vistoriou esta semana 50 padarias, 49 delas foram autuadas - entre elas uma foi interditada - e foram descartados 243kg e 178g de alimentos impróprios ao consumo.

Em Bento Ribeiro, a Padaria Marajá (Rua Sapopemba, 159) armazenava 4kg e 200g de bolo branco em tabuleiros sobrepostos uns sobre os outros e diretamente no chão, e cerca de 4kg de pontas de frios estavam sem especificação de data de validade ou de manipulação. Os fiscais constataram problemas de higiene e determinaram a limpeza imediata de paredes, chão e maquinários da cozinha, que estavam muito sujos. Os pisos e azulejos da cozinha estavam quebrados, o ralo não era sifonado, as lixeiras não possuíam pedal, a fiação estava exposta e não havia tela entre cozinha e área externa. Não foi apresentado o certificado de potabilidade da água. O estabelecimento tem 15 dias para solucionar os problemas estruturais encontrados.

Em Bangu, a Lanchonete Seves (Rua Rio da Prata, 544) armazenava sete botijões e outros sete estavam em uso, mesmo sem possuir autorização no laudo do Corpo de Bombeiros para sua utilização. Desta forma, as saídas de gás foram lacradas pelos fiscais. Entre os problemas estruturais na cozinha, a fiação estava exposta e o piso e azulejos estavam quebrados. Já na câmara de resfriados, o portal era de madeira e estava com mofo, a sua porta tinha pontos de ferrugem e mofo, os azulejos estavam quebrados, a fiação exposta e as prateleiras de madeira com deterioração. Os utensílios da cozinha estavam em más condições de higiene e conservação. Não foram apresentados os certificados de potabilidade da água e de certificado de dedetização. A fiscalização estabeleceu um prazo de 15 dias para solucionar os problemas estruturais.

Balanço da Operação Pão na Chapa

1 – Padaria e Confeitaria Unida de Vista Alegre (Estrada da Água Grande, 754 – Irajá): Problemas estruturais: piso rugoso, pontos de ferrugem, alimentos depositados diretamente sobre o chão da câmara frigorífica e no estoque, acúmulo de água no chão da cozinha e azulejos da parede quebrados, fiação exposta, audiência de tela de proteção nas janelas e porta, lixeira aberta e sem pedal, utensílios e equipamentos enferrujados. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do certificado de dedetização. Ausência do cartaz do Disque 151.

2 – Padaria Giral (Rua Abaeté, 435 – Bangu): Problemas estruturais: janela sem tela de proteção, lixeira sem pedal, piso rugoso e azulejo quebrado na cozinha, área de preparo e utensílios da cozinha em má condição de higiene e conservação, produtos estocados diretamente sobre o chão. Sem especificação de validade: 3 litros de leite, 1kg e 200g de linguiça calabresa, 700g de abacaxi. Presença de nove botijões de gás na área de preparo, sendo dois em uso, mesmo sem autorização do Corpo de Bombeiros. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do certificado de dedetização. Ausência do certificado de potabilidade da água.

3 – Padaria Marajoara (R. Sapopemba, 841 - Bento Ribeiro): Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, mas havia botijões sendo utilizados. Ausência do certificado de dedetização. Ausência do certificado de potabilidade da água. Problemas estruturais: chão com fissuras e buracos, janelas e portas sem tela, ralos não sifonados, lixeira sem pedal. Sem especificação de validade: 3kg e 225g de salsicha, 1kg e 400g de linguiça calabresa e 920g de carne bovina moída.

4 – Pães de Sabores (Rua Rio da Prata, 245 – Bangu): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do certificado de dedetização. Ausência do certificado de potabilidade da água. Ausência do Livro de Reclamações. Problemas estruturais: piso quebrado, ausência de tela de proteção nas janelas da cozinha, paredes com infiltração.

5 – Padaria Marajá (Rua Sapopemba,159 – Bento Ribeiro): Problemas estruturais: pisos e azulejos quebrados, ralo não sifonado, lixeiras sem pedal, fiação exposta, ausência de tela entre cozinha e área externa, paredes, chão e maquinários da cozinha sujos. Sem especificação de validade: 3kg e 700g de pontas de frios e 4kg e 200g de bolo branco, armazenados em tabuleiro diretamente sobre o chão. Vencidos: 2kg e 700g de peito de peru. Ausência do certificado de potabilidade da água.

6 – Padarial Joziel de Marechal (Rua Marina, 432 – Bento Ribeiro): Problemas estruturais: pisos e azulejos com buracos e fissuras, maquinário com acúmulo de gordura, ausência de telas em janelas e lixeiras sem pedal. Ausência do cartaz do Disque 151. Cartaz que informa o fornecimento de água gratuita. Ausência do certificado de dedetização e de potabilidade da água. Ausência do Livro de Reclamações. Sem especificação de validade: 6kg de bolinha de queijo, 10kg de carne moída. Vencidos: 1kg e 200g de bisnaguinha integral, 1kg e 100g de pão de forma. Havia dois botijões em uso, mesmo sem autorização no laudo do Corpo de Bombeiros.

7 – Rio 2004 (Estrada da Água Grande, 1168 – Vista Alegre): Sem especificação de validade: 1kg e 800g de peito de frango, 2kg de massa para pão, 2kg e 300g de massa para empada, 500g de hambúrguer, 500g de linguiça calabresa, 4kg de carne moída, 600g de massa de pastel. Problemas estruturais: teto com bolor, porta e prateleiras da câmara com ferrugem, teto da cozinha com infiltração e bolor, ralos sem tela de proteção e não sifonados, azulejos quebrados, utensílios e equipamentos enferrujados. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do cartaz do Disque 180 – do combate à violência contra a mulher. Ausência do certificado de potabilidade da água.

8 – Lanchonete Seves (Rua Rio da Prata, 544 – Bangu): Problemas estruturais: na cozinha o piso estava quebrado, a fiação exposta, a azulejo quebrado; na câmara de resfriados o portal de madeira estava com mofo, a porta com mofo e pontos de ferrugem, os azulejos quebrados, a fiação exposta e prateleiras de madeira com deterioração; área de preparo e utensílios da cozinha em más condições de higiene e conservação. Mesmo sem certificado do Corpo de Bombeiros, havia 14 botijões, sendo sete engatados. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do certificado de potabilidade da água. Ausência do certificado de dedetização.

9 – Panificadora São Félix (Av. São Felix, 15 – Vista Alegre): Problemas estruturais: piso quebrado, ralos não sifonados e sem proteção, lixeiras com pedal quebrado, fiação exposta.

10 – Big Pão (Rua Jubaí, 136 – Bento Ribeiro): Problemas estruturais: ausência de tela na área que separa a cozinha da área externa. Vencidos: 1kg e 500g de pão de forma, 1kg e 840g de cereal em pó. Sem especificação de validade: 1kg e 740g de mortadela, 545g de massa folhada. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do certificado de dedetização e de potabilidade da água.

11 – Padaria Francesinha de Padre Miguel (Estrada do Realengo, 462 – Padre Miguel): Problemas estruturais: piso quebrado na área de manipulação, geladeira com borracha solta na porta e pontos de ferrugem na parte interna, área de preparo da padaria e seus utensílios em más condições de higiene e conservação. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do certificado de potabilidade da água.

12 – Casa do Pão (Praça do Valqueire, 8 – Vila Valqueire): Vencidos: 952g de jujubas. Mal armazenados: 954g de goiabada cremosa e 8kg de margarina.

13 – Tecnologia do Pão (Av. Braz de Pina, 185 – Braz de Pina): Sem especificação de validade: 500g de creme para brilho, 850g de frios. Ausência do cartaz do Disque 180 – do combate à violência contra a mulher. Ausência do cartaz do Disque 151. Problemas estruturais: ralos não sifonados, utensílios enferrujados. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações.

14 – Padaria Tropical (Estrada da Água Grande, 1148 – Irajá):Havia botijão de gás em uso, mesmo sem apresentar o certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do certificado de dedetização e de potabilidade da água. Problemas estruturais: prateleiras do estoque enferrujada e farinhas abertas em contato com o chão, lixeira sem pedaleira, pisos e azulejos quebrados, ausência de telas de proteção, equipamentos e utensílios enferrujados.
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuio 2.0 Brasil