Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE GOVERNO
Para DENÚNCIAS e ORIENTAÇÕES ligue para 151 e o horário de funcionamento é de segunda à sexta de 07:00 às 19:00.

EDUCAÇÃO
PARA O CONSUMO

Saiba o que determina o Código de Defesa do Consumidor e aprenda a usar os seus direitos.
ENTENDA MAIS

Veja como o PROCON orienta de maneira simples e clara o consumidor, antes de realizar as compras ou adquirir serviços.
VER DICAS

Conheça o Código de Defesa do Consumidor (Português, English, Español).
MAIS INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS

Procon Estadual e Ipem-RJ autuam três postos de gasolina na Operação Meia Bomba

17.02.2014 - 14:47
site_1392659039.43.jpg

A Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), por meio do Procon Estadual, realizou ação de fiscalização no sábado (15/02). A Operação Meia Bomba foi feita em parceria com o Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (Ipem-RJ) e tinha como objetivo vistoriar postos de gasolina. Dos quatro postos fiscalizados, apenas um não apresentou irregularidades. Os outros três foram autuados e serão multados.

O caso mais grave encontrado pelos fiscais foi no Posto Universidade, localizado na Rua Bernardo de Vasconcelos, em Realengo. A fiscalização identificou ao chegar que uma das bombas de combustível do posto não possuía lacres ou fechaduras e estava sendo manipulada internamente por uma frentista com um alicate, com risco de rompimento de canos e vazamento, colocando a todos, funcionários e consumidores, em risco. A bomba foi interditada por um agente do Ipem-RJ. Na vistoria, os fiscais viram que nenhuma das bombas do posto possuía fechaduras e determinaram que todas fossem reparadas em um prazo de dez dias.

No Auto Posto Parada da Praça, que fica na Avenida Santa Cruz, em Bangu, quando os funcionários identificaram a chegada de fiscais do Procon Estadual e do Ipem-RJ eles desligaram as bombas de Gás Natural Veicular (GNV). Esse ato disparou os alarmes de segurança do posto, demonstrando o risco da atitude para funcionários e consumidores. As três bombas de GNV do posto foram interditadas e assim vão permanecer até a apresentação no Procon Estadual de um laudo do técnico responsável garantido que elas não apresentam problemas. O posto também foi autuado pelo fato de o painel que informa os preços dos combustíveis não ter iluminação, dificultando sua visualização à noite.

No Posto Show de Bola, na Rua Francisco Real, em Bangu, a fiscalização constatou que suas duas bombas de GNV estavam arredondando os valores combustível na hora da compra. O único posto que não apresentou irregularidades foi o Posto Duduca, também na Rua Francisco Real.

Balanço da Operação Meia Bomba:

1 - Posto Universidade (Rua Bernardo de Vasconcelos, 1840 – Realengo): Bombas não possuem fechaduras. Fiscais constataram no ato da fiscalização que uma das bombas estava sendo manipulada por uma frentista com alicate, acarretando risco de rompimento de cabos e vazamento. A bomba manipulada foi interditada.

2 – Auto Posto Parada da Praça (Avenida Santa Cruz, 5450 – Bangu): bombas de GNV foram desligadas no momento que os funcionários identificaram a chegada dos fiscais no posto, disparando os alarmes. As três bombas de GNV do posto foram interditadas e assim vão permanecer até a apresentação no Procon Estadual de um laudo do técnico responsável garantido que elas não apresentam problemas. Painel que informa os preços dos combustíveis não tem iluminação, o que dificulta sua visualização à noite.

3 – Posto Show de Bola (Rua Francisco Real,1933 – Bangu): Duas bombas de GNV estavam arredondando os valores combustível na hora da compra.

 

Confira o que saiu na mídia sobre a Operação Meia Bomba:

O Dia
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuio 2.0 Brasil