Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE GOVERNO
Para DENÚNCIAS e ORIENTAÇÕES ligue para 151 e o horário de funcionamento é de segunda à sexta de 07:00 às 19:00.

EDUCAÇÃO
PARA O CONSUMO

Saiba o que determina o Código de Defesa do Consumidor e aprenda a usar os seus direitos.
ENTENDA MAIS

Veja como o PROCON orienta de maneira simples e clara o consumidor, antes de realizar as compras ou adquirir serviços.
VER DICAS

Conheça o Código de Defesa do Consumidor (Português, English, Español).
MAIS INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS

Gerentes de quatro restaurantes de Copacabana foram presos em operação do Procon Estadual

25.08.2015 - 18:57
IMG-20150825-01180edt_1440539872.49.jpg

O Procon Estadual, realizou, em conjunto com a Delegacia do Consumidor (Decon), nesta terça-feira (24/08), uma fiscalização em restaurantes da orla de Copacabana.A Operação Limpando a Raia vistoriou 15 estabelecimentos e autuou 10 deles. Policiais da Delegacia do Consumidor, que acompanhavam a operação, prenderam os gerentes de quatro restaurantes e encaminharam outro para depoimento. Foram descartados 90kg e 925g de alimentos e 79 litros de bebidas impróprios ao consumo.

Foram presos os gerentes dos seguintes restaurantes localizados na Avenida Atlântica: Don Camillo, Restaurante Imperator, Pigalle e o Chinese Palace. O gerente do restaurante Brasileirinho também foi encaminhado para delegacia, pois havia cerca de 30kg de carne moída sem nenhuma informação. O Chinese Palace apresentou o pior cenário de alimentos vencidos, pois os fiscais chegaram a encontrar macarrão chinês e algas com data de validade expirada desde setembro de 2012. Entre os cerca de 21kg de alimentos descartados por estarem acima do prazo de validade havia farinha, macarrão chinês, algas marinhas e acelga. Outros três quilos de alimentos, entre frango e massa para empanar, estavam sem especificação da data de vencimento. Não foram apresentados a fiscalização o alvará de funcionamento, o certificado do corpo de bombeiros e o certificado de potabilidade da água. O restaurante recebeu um prazo de 48 horas para levá-los ao Procon Estadual. Também foi determinado pelos fiscais o reforço da limpeza do exaustor e a dedetização do local.

Os fiscais não encontraram irregularidades nos restaurantes Meia Pataca (Av. Atlântica, 3288, lj B); Confeitaria Colombo (Praça Eugênio Franco, s/n); Alloro Ristorante (Av. Atlântica, 1020); Devassa (Rua Bolívar, 8) e Pérgula (Av. Atlântica, 1702 - Copacabana Palace).

Balanço da Operação Limpando a Raia:

1 - Rota 66 (Av. Atlântica, 3092): Ausência do Livro de Reclamações. Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada.

2 -Don Camillo (Av. Atlântica, 3056): Vencido: 3 kg e 600g de muçarela de búfala. Sem especificação: 1kg e 500g de maionese. Livro de Reclamações não autenticado. Ausência de certificado de dedetização.

3 - Arab Restaurante (Av. Atlântica, 1936 - Copacabana): Ausência do cartaz informando a gratuidade da água potável e filtrada. Produtos vencidos: 7kg e 955g de palmito.

4 -Restaurante Imperator(Av. Atlântica, 4206 – Copacabana): Sem especificação: 2kg e 500g de massa de pizza; 2kge 500g de carne de Siri; 500g de bacon; 400g de calabresa; 1kg de muçarela; 300g de catupiry. Vencidos: 42L de chope. Problemas no depósito: fiação exposta; gordura; piso quebrado; sujeira. Problemas cozinha: gordura em excesso no chão, janela quebrada permitindo acesso de vetores, lixeiras sem pedal, passagem do banheiro de funcionários por dentro da cozinha. Ausência de dispositivo/sanitizante das mãos para funcionários.

5 -Garota de Copacabana (Av. Atlântica, 3744 – Copacabana): Ausência do certificado de dedetização (Prazo de 15 dias).

6 – Pigalle (Av. Atlântica, 4206 A – Copacabana): Vencidos: 22 latas (350ml cada) de guaraná. Ausência do Livro de Reclamações.

7 - Restaurante Martinez (Av. Atlântica, 974 – Copacabana): Produto sem especificação: 7 kg de carne mal armazenado em contato com plástico de embalagem; 200 g de molho rose; 200g de recheio de camarão; 200 g manteiga de alho; 150g de recheio de carne; 600 g de presunto; 100g de carne seca; 80g de molho alcaparra; 2 kg de molho tártaro. Produto vencido: 30 litros de chope. Ausência do certificado dos bombeiros. Prazo de 48 horas para apresentar.

8 –Brasileirinho (Av. Almirante Gonçalves, 5 – Copacabana): Havia 30kg de carne moída sem informação de validade.

9 - Da Bambini (Av. Atlântica, 514 - B – Leme): Ausência do certificado de potabilidade da água. Prazo de 15 dias para apresentação. Problemas na cozinha: piso quebrado e ralos abertos. Prazo de 30 dias para obras. Produtos sem especificação: 969 g de frango; 1kg e 526g de peixe; 1kg e 016g de frutos do mar; 939g de carne e 2kg de molho branco.

10 - Restaurante Chinese Palace (Av. Atlântica, 1212 A – Copacabana): Vencidos: 4kg de farinha; 3kg de macarrão chinês (2kg desde 31/12/12); 500g de algas marinhas(desde 12/10/13); 200g de alga kombu(desde 28/10/12); 40 algas secas (200g cada, desde 22/9/12); 5kg de acelga. Sem especificação: 1kg de massa para empanar e 2kg de frango cozido. Fica determinado o reforço da dedetização e da limpeza no exaustor. Prazo de 48h para apresentar o alvará de funcionamento, certificado do corpo de bombeiros e certificado de potabilidade da água.
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuio 2.0 Brasil