Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE GOVERNO
Para DENÚNCIAS e ORIENTAÇÕES ligue para 151 e o horário de funcionamento é de segunda à sexta de 07:00 às 19:00.

EDUCAÇÃO
PARA O CONSUMO

Saiba o que determina o Código de Defesa do Consumidor e aprenda a usar os seus direitos.
ENTENDA MAIS

Veja como o PROCON orienta de maneira simples e clara o consumidor, antes de realizar as compras ou adquirir serviços.
VER DICAS

Conheça o Código de Defesa do Consumidor (Português, English, Español).
MAIS INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS

Procon Estadual autua 13 estabelecimentos na Ilha do Governador

09.04.2018 - 17:05
20180409_144109edt2_1523304330.04.jpg

O Procon Estadual realizou nova etapa da Operação Maracajá nesta segunda-feira (09/04). A ação teve como alvo 13 estabelecimentos em bairros da Ilha do Governador, Zona Norte do Rio. Todos foram autuados.

Entre os locais em que foram descartados alimentos impróprios ao consumo, estava o restaurante Graça da Vila (Rua Gregório de Castro Morais, 1130 – Jardim Guanabara), onde estavam vencidos 1kg e 300g de maionese, 200g de salame, 1kg e 500g de ceviche e 9kg e 900g de tomate desidratado. Já na Padaria do Anibal (R. Ituá, 1911 - Loja A e B - Jardim Guanabara) havia 5kg de alimentos vencidos entre frios e iogurte.

No restaurante asiático Sushiro (Rua Cambaúba, 1099 - Jardim Guanabara), os fiscais descartaram 6kg e 640g de recheios e comidas japonesas vencidas. Também havia 1kg e 700g de recheios para rolinho primavera prontos, mas sem especificação de seu prazo de validade. O local também apresentou algunsproblemas estruturais, como ralos abertos sem proteção de tela e não sifonados e piso quebrado. Estes problemas deverão ser reparados no prazo de 15 dias estabelecido pelos agentes do Procon.

Maracajá era o nome de felinos típicos existentes na região durante o início de sua ocupação. Também era o nome de uma tribo indígena que habitava a Ilha do Governador.

Balanço da Operação Maracajá

1 – Graça da Ilha (Rua Gaspar Magalhães, 560 – Jardim Guanabara): Certificado de dedetização vencido. Produtos vencidos:1kg de fermento biológico; 1kg e 300g de pimentão em conserva. Sem especificação de validade: 2kg de linguiça calabresa e 150g de massa de pastel. Porta da câmara de congelados enferrujada. Prazo de 15 dias para reparo.

2 – Faisão Dourado (Rua Cambauba, 160 –Jardim Guanabara): Problemas estruturais: pisos quebrados, borracha da porta da câmara danificada. Certificado de potabilidade da água vencido. Vencidos: 3 latas de 350g de refrigerante. Sem especificação de validade: 2kg e 300g de linguiça calabresa, 1kg de massa para pão, 270g de queijo prato, 220g de presunto.

3 – Restaurante Chuá (Rua Cambauba, 1357 –Jardim Guanabara): Sem especificação de validade: 1kg de filé de peixe, 700g de muçarela. Problemas estruturais: ferrugem na porta, no batente, nas prateleiras e estrutura interna das câmaras frigoríficas; goteira gerando acúmulo de água; na cozinha o piso estava quebrado, a fiação exposta, lixeira com pedal quebrado, ralos não sifonados e sem proteção, utensílios e equipamentos enferrujados, parede de cobogó sem tela de proteção. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Certificado de dedetização vencido. Ausência de cartaz do Disque 180 – violência contra a mulher. Prazo de 15 dias para reparos.

4 – Quiosque Tropical (Praia da Bica, Q15 – Ilha do Governador): Ausência de alvará de funcionamento. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência de Livro de Reclamações. Ausência de Código de Defesa do Consumidor para consulta. Ausência de cartaz de fornecimento de água potável gratuita. Ausência de cartaz do Disque 180 – violência contra a mulher. Ausência de cartaz do Disque 151. Não emite cupom fiscal. Problemas estruturais: teto da cozinha descascado, lixeira sem pedal. Prazo de 15 dias para reparo. Ausência de certificado de potabilidade da água.

5 – Padaria do Anibal (R. Ituá, 1911 - Loja A e B - Jardim Guanabara): Problemas estruturais: pontos de ferrugem na porta da câmara, ralos quebrados, prateleiras quebradas. Vencidos:2kg e 800g de peito de peru, 1kg e 300g de copa, 470g de queijo minas, 510g de iogurte.

6 – Flor da Bica (Praia da Bica, 67 – Jardim Guanabara): Lixeira sem pedal na área de preparo. Sem especificação de validade: 1kg e 400g de frios. Ausência de alvará de funcionamento. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência de Livro de Reclamações. Ausência de certificado de potabilidade da água. Ausência de certificado de dedetização.

7 – Majestosa Confeitaria (Rua Cambauba, 1187 –Jardim Guanabara): Validade de queijos adulterada de forma superior ao recomendado pelo fabricante. Vencidos: 1kg e 400g de queijo prato processado e 400g de queijo cheddar processado. Sem especificação de validade: 860g de massa de bacalhau.

8 – Casa Nossa (Rua Espumas, 11 – Jardim Guanabara): Problemas estruturais: câmara frigorífica com chão rugoso, ausência de tela em área que liga a cozinha a área externa, lixeira sem pedal. Ausência de Livro de Reclamações. Ausência de certificado de potabilidade da água. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Vencidos: 1kg e 500g de molho tártaro. Sem especificação de validade: 1kg e 580g de tomate, 2kg e 800g de molho de salmão.

9 –Graça da Vila (Rua Gregório de Castro Morais, 1130 –Jardim Guanabara): Vencidos: 1kg e 300g de maionese, 200g de salame, 1kg e 500g de ceviche, 9kg e 900g de tomate desidratado. Problemas estruturais:piso da câmara de congelados quebrado e uma lixeira sem acionamento por pedal. Prazo de 15 dias para reparos.

10 – Sushiro (Rua Cambaúba, 1099 - Jardim Guanabara): Vencidos: 1kg e 940g de harumaki, 2kg e 500g de recheio de frango, 1kg de recheio de maçã, 1kg de recheio de legumes, 200g de harohot. Sem especificação de validade: 1kg e 200g de recheio de alho poró, 500g de recheio de salmão. Problemas estruturais: ralos abertos sem proteção de tela e não sifonados, piso quebrado. Prazo de 15 dias para adequação.

11 – Restaurante Lagostinne (Rua Cambaúba, 1405 - Jardim Guanabara): Problemas estruturais: pontos de ferrugem na porta, piso quebrado na entrada, pontos de ferrugem na porta da câmara de chope, piso rugoso, ralos sem tela de proteção e não sifonados na cozinha. Prazo de 15 dias para reparo. Ausência de certificado de potabilidade da água.

12 – Cabana do Alemão (Praia da Bica, Q05 – Cacuia): Ausência de certificado de potabilidade da água. Ausência de certificado de dedetização. Ausência de alvará de funcionamento. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência de cartaz de fornecimento de água potável gratuita. Problemas estruturais: piso quebrado, lixeira sem pedal, tampa do freezer sem vedação e quebrada. Prazo de 15 dias para reparo. Vencidos: 6 litros e 500ml de cerveja.

13 – Saíra (Rua Babaçu, 684 - Jardim Guanabara): Vencidos: 2kg de canelone de frango, 600g de presunto defumado. Problemas estruturais: prateleiras com pontos de ferrugem e alimentos armazenados diretamente sobre o chão. Prazo de 15 dias para reparo. Ausência de certificado de potabilidade da água. Ausência de certificado de dedetização. Ausência de cartaz de fornecimento de água potável gratuita. Ausência de cartaz do Disque 180 – violência contra a mulher. Ausência de cartaz do Disque 151.
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuio 2.0 Brasil